responsive web page development software download

Wing Chun

Este foi o estilo escolhido por Bruce Lee, na sua infância, tendo como professor o Mestre Yip Man, considerado o último grande mestre do estilo, principal responsável pela divulgação no ocidente da arte do Wing Chun.

O Wing Chun, segundo a tradição, foi criado por uma mulher, Ng'Mui uma monja do Templo Shaolin, e transmitido inicialmente também a uma mulher, Yim Wing Chun (cujo nome deu origem ao nome do estilo), para que pudesse se proteger de um valentão que ameaçava sua família. Com o treinamento recebido de Ng'Mui, Yim Wing Chun conseguiu derrotar e expulsar este homem, que era fisicamente muito mais forte. Considerando a fragilidade física natural de uma mulher enfrentando adversários masculinos de grande porte e que possuiam habilidades marciais consideráveis, fica claro que o estilo utilizado por ela teria que possuir características muitos especiais, e técnica muito superior capaz até de suprir sua fragilidade física. 


Fica fácil notar que não estamos falando de um estilo comum. O Wing Chun, além de ter sido criado por uma mulher, possui características muito peculiares que o diferencia de todos os demais estilos de Kung Fu:


  • Seus socos são desferidos com o punho na vertical
  • O posicionamento das pernas difere de todos os estilos
  • Os movimentos e ataques não são floreados, sendo considerados muitas vezes como feios, no entanto são muito eficientes, o objetivo é a máxima eficiência e não a beleza estética.
  • Os chutes são usados para bloquear e como contra-ataque sendo normalmente dirigidos abaixo da linha da cintura.
  • O Wing Chun foi desenvolvido para evitar o maior número de ataques com o mínimo de movimentação possível.
  • A defesa e o ataque são simultâneos. Ao invés de defender o golpe do adversário e depois contra-atacar, defendemos atacando o adversário.

Ao contrário de estilos tradicionais que apresentam dezenas de Tchia Dsu (formas), o Wing Chun possui apenas três, e é o único que não inicia seus Tchia Dsu com um cumprimento. A razão é bem simples: cumprimentos não servem para lutar.As aulas são práticas, sendo normalmente praticadas dois a dois, com exceção dos Tchia Dsu, assim, o praticante começa desde o início tendo contado com adversários reais. As técnicas simples e sutis do Wing Chun podem ser menosprezadas pelo leigo que as observa pela primeira vez, podendo até desistir de praticá-lo. Quem persiste, no entanto, logo se apaixona por esta eficiente arte marcial, ao perceber que seus movimentos se encaixam dentro de um raciocínio lógico, como numa estratégia ou num jogo de xadrez.


Na China, o Wing Chun é o estilo mais praticado pelos universitários devido a rapidez do aprendizado e eficiencia em combates reais quando comparados aos estilos convencionais de Kung Fu.

Princípios e Máximas do Wing Chun

1. Quando o adversário vier, deixe-o vir, quando ele fugir, vá atrás dele (em chinês diz-se: Loi lau hoi son).


2. Um soco atinge mais longe que um golpe com a palma da mão.


3. Por causa de seus modos gentis e enganadores, os monges e monjas, as mulheres e os homens educados são os mais perigosos praticantes de Kung Fu. 


4. Quando um oponente golpeia com a guarda aberta, procure por seu corpo, não por suas mãos.


5. Nunca execute um Pon Sao sem manter a mão oposta protegendo a linha central.


6. O corpo deve seguir para frente após o Pon Sao.


7. Em Wing Chun você bloqueia e ataca ao mesmo tempo.


8. Quando o antebraço do oponente estiver atacando passe por sobre ele para atacar.


9. A palma é Ying porque ela fere apenas por dentro, o soco é Yang porque fere por dentro e por fora


10. A reta é a menor distância entre dois pontos, o soco do Wing Chun é como a reta.


11. O Pon Sao é o pior dos movimentos ou o melhor dos movimentos, dependendo de quem o desfere e de quem o recebe.


12. Quando em luta, o soco deve sempre ser lançado enquanto se move para frente. 


13. Quando houver oportunidade lance seu ataque, mas se seu soco for bloqueado não tente completar o golpe impropriamente. 


14. Não fique ansioso por atacar ou será vencido.


15. Não tema ser socado ou você será socado.


16. Como uma cobra em combate, sempre encare seu oponente diretamente


17. Se um oponente lançar uma finta, tome-a como um ataque real, bloqueie-a e ataque simultaneamente.


18. Os chutes e socos de Wing Chun quando desferidos corretamente, não são vistos pelo oponente


19. Defenda um chute com um chute.


20. Descontração e velocidade são os fatores mais importantes na execução de um bom soco.


21. Lançar socos e recuar, como fazem muitas escolas, não é bom. Uma vez que você recue diante de um adversário, terá que recuar sempre e jamais conseguirá recuar tão rápido quanto ele se moverá para frente. 


22. Imagine a si mesmo como um homem de cabeça de vidro, com um corpo frágil como uma vagem protegida por uma mão de ferro.  

Siga-nos